Em parceria com a Coopercop, Recicla Ourinhos é contemplada pela ABIHPEC com novo barracão


A Cooperativa Recicla Ourinhos, através da Coopercop – Cooperativa Central Regional dos Catadores e Catadoras do Oeste Paulista, teve seu projeto aprovado no programa “Dê a Mão para o Futuro”, desenvolvido pela ABIHPEC – Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos que tem como objetivo desenvolver ações destinadas a apoiar programas de geração de trabalho e renda e que promovam a inclusão social, a melhoria das condições de trabalho e qualidade de vida dos catadores de materiais recicláveis, desenvolvendo Programas integrados e sustentáveis.

O projeto contemplou a construção de um novo barracão de 614 m² na sede da Recicla Ourinhos, onde serão armazenados todos os materiais coletados na região, proporcionando maior infraestrutura de trabalho. A Coopercop é uma cooperativa solidária de 2º grau que visa o apoio mútuo, a troca de experiências e a comercialização conjunta dos materiais recicláveis entre as entidades associadas.

De acordo com a presidente da Coopercop, Matilde Ramos da Silva, o trabalho em rede possibilita maior volume de materiais recicláveis e melhores preços no mercado da reciclagem. Organizados, eles atuam na coleta da matéria prima, triagem, passando pelo armazenamento, beneficiamento, transporte, até a sua comercialização para as indústrias.

Matilde afirma que, desde que a Coopercop foi criada, houve maior organização e fortalecimento de todas as cooperativas envolvidas com o intuito de gerar emprego e renda para as pessoas que vivem da reciclagem. “O trabalho em rede viabiliza o aumento da produção e a garantia logística para comercializar os materiais diretamente com grandes empresas e indústrias. A negociação com os compradores é feita com de forma coletiva, garantindo a participação de representantes de todos os grupos”, explicou.

Além da comercialização conjunta, a rede solidária de cooperativas pode ter acesso a convênios e programas, como o da ABIHPEC, por exemplo. Até hoje 27 cidades já foram beneficiadas com projetos de aquisição de equipamentos.

Fonte: Portal Novo Negocião online