Atividade na indústria cai em janeiro, aponta Fiesp


O Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria paulista caiu 0,7% em janeiro, ante dezembro, feito o ajuste sazonal, de acordo com a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Em dezembro, o INA subiu 3,6%. Em 12 meses, a queda acumulada é de 8,3%. Apesar do recuo da atividade, as expectativas do setor melhoraram em fevereiro.

Todos os indicadores de conjuntura que compõem o INA caíram em janeiro, a variável total de vendas reais (-1,3%) foi a que exerceu maior influência na formação do resultado negativo do INA no primeiro mês do ano. As horas trabalhadas na produção e a utilização da capacidade instalada recuaram 0,8% e 0,3 ponto percentual (para 75,4%), respectivamente, ante dezembro.

“Temos uma tendência de lenta recuperação para o primeiro semestre, com essa melhora sendo acentuada a partir do segundo semestre”, afirma, em nota, Paulo Francini, diretor do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da Fiesp. Ele estima crescimento de 1,2% na atividade industrial paulista em 2017. Em 18 setores, 11 apresentaram variação positiva e 7 negativa.

A pesquisa mensal Sensor registrou seu primeiro sinal positivo em três anos. O levantamento mede expectativas quanto a atividade, emprego e condições de mercado. Em fevereiro, esse indicador ficou em 50,6 pontos, ante 49 em janeiro, com ajuste sazonal. “O resultado acima da casa dos 50 pontos é o primeiro apresentado depois de uma sequência de três anos no patamar inferior a esse dado”, diz a Fiesp em nota.

Fonte: Valor Econômico