Notícias da Mídia


Lembre-se de passar o protetor solar!

Publicado em: 01.12.2017

Apesar dos esforços de conscientização sobre a importância do protetor solar para prevenção de doenças, a população brasileira ainda não se protege da maneira correta. De acordo com pesquisa realizada em 2016 pela Consulfarma e pelo Ipupo Educacional, das 1.307 pessoas entrevistadas de 21 capitais, 65% dos brasileiros não utilizam o produto diariamente. Confira as dicas dos especialistas sobre Protetor Solar.

Afinal, o que é FPS?

FPS é a sigla para “fator de proteção solar”, um padrão de medida internacional. Ele indica o nível de proteção contra os raios ultravioleta do tipo B (UVB), que atingem as camadas mais superficiais da pele e causam as queimaduras. “Funciona assim: se uma pessoa demora 5 minutos para sofrer queimaduras sem utilizar nenhum recurso de fotopro de fotoproteção, com um protetor solar fator 15, ela vai demorar 15 vezes mais tempo para ficar vermelha. Se utilizar o fator 30, demorará 30 vezes mais e assim por diante”, ensina Isabel Piatti, especialista em estética e cosmetologia.

Qual eu devo usar?

Em relação à proteção solar, os especialistas dividem as pessoas em cinco tipos de pele, ou fototipos. Segundo a Dra. Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, pessoas de pele e cabelo claros, que representam os fototipos I e II, devem usar produtos com FPS de 50 para cima. Para as demais, a recomendação é de um FPS de pelo menos 30.

O cuidado com as crianças

Segundo a dermatologista Claudia Marçal, até os seis meses, os bebês não devem usar protetor solar. “Bebês nessa fase não podem ser expostos ao sol, a não ser àqueles 15 a 20 minutos bem cedinho”, orienta a especialista. Para o dermatologista Adbo Salomão, a partir dos 6 meses, podem-se usar os filtros próprios para bebês, que atuam por meio de proteção física. Depois de 2 anos, as crianças já estão liberadas para utilizar os produtos infantis, disponíveis inclusive na versão em spray, que facilita a aplicação. Vale ressaltar que antes de passar qualquer cosmético, especialmente em crianças e bebês recém-nascidos, é fundamental ler as informações contidas no rótulo e seguir as recomendações.

Não basta passar. Tem que reaplicar

Para se proteger dos efeitos nocivos do sol, é necessário usar o produto corretamente. “O protetor solar deve ser reaplicado ao longo do dia a cada 2 horas se houver muita transpiração ou exposição solar prolongada. Se não houver, a cada 4 horas, mesmo quando estiver frio ou nublado”, ensina a dermatologista Dra. Patrícia Mafra, de São Paulo.