Notícias da Mídia


Mais de R$ 140 milhões devem ser injetados no comércio de Manaus com vendas para Dia das Mães

Publicado em: 09.05.2019

Movimentação deve gerar aumento de 3,5% em relação ao mesmo período de 2018, aponta CDL.

A menos de uma semana do Dia das Mães, o comércio de Manaus espera um aumento de 3,5% nas vendas para a data. De acordo com estimativa Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL Manaus), as vendas devem injetar mais de R$ 140 milhões na economia local.

A movimentação deve começar a aquecer a partir desta quinta-feira (9), seguindo a tradição do consumidor de deixar tudo para última hora, analisa o presidente da CDL-Manaus, Ralph Assayag.

“É neste período que teremos resultado com o movimento. Quinta, sexta e sábado e o domingo para os atrasados, como acontece todos os anos. Poucos compraram antecipadamente”, disse Assayag.

A busca pelos presentes deve gerar um aumento de 3,5%, em relação ao mesmo período de 2018. No ano passado, o crescimento do varejo local na data não ultrapassou os 2%. Cada pessoa deve gastar em torno de R$ 144,90 no presente.

Neste período, foram 600 pessoas contratadas, mais que o dobro que do registrado no ano anterior, quando foram contratados 250 funcionários temporários.

A pesquisa apontou ainda que o vestuário e calçados são os itens mais procurado para presentear as mães. A maior parte dos entrevistados em pesquisa realizada pela CDL, 19,7% disseram buscar os presentes em lojas de roupas e sapatarias. Segundo a pesquisa, os produtos possuem menor valor.

Perfumes e cosméticos ocuparam a segunda posição de interesses dos consumidores, com 17,9%. Na sequência, conforme a CDL Manaus, vem o setor de bolsas e acessórios (16,8%), joias e relógios (8,1%) e eletrodomésticos (7,2%).

No levantamento feito pela CDL, a maioria dos consumidores (56%) informou que vai comprar o presente em shoppings e parcelar no cartão de crédito (43%).

Dos que vão presentear, 71,5% disseram que vão presentear a própria mãe, 10,5% a esposa, 4,8% a avó, 2,8% a filha e 2,2% vão presentear a sogra. Destes, 20% tem idade entre 18 e 24 anos; 62% têm idade entre 25 e 44 anos; e 18% tem entre 45 e 60 anos.

No ranking de preferência das mães, vestuário e calçados estão no topo da lista, com 18,2% e 16,4%, respectivamente. Em terceira posição, aparecem celulares e smartphones com 14,9%.

A pesquisa aponta ainda que em quarta posição ficam perfumes e cosméticos (13,9%), seguido de joias e relógios (9,6%), bolsas e acessórios (6,7%), almoço ou jantar (3,6%); e viagem e passeios (3,6%).

Fonte: G1