Releases


Indústria de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos debate novo mercado de luxo

Publicado em: 11.07.2018

Os produtos mais sofisticados têm atraído cada vez mais o interesse do consumidor em todo o mundo. Para conquistar esse público, as marcas passaram a oferecer produtos das categorias chamadas Premium e Masstige. Ambas fazem parte do segmento luxo, mas apresentam preços mais acessíveis.

Entender o comportamento desse novo consumidor foi assunto do Workshop ITEHPEC Novas Segmentações do Luxo: Premium e Masstige. O ITEHPEC é a área de inovação e tecnologia da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC). Os dois segmentos já representam 36% do mercado de luxo mundial e os cosméticos representam parte importante desse resultado.

Segundo Patrícia Diniz, especialista em marketing e universo de luxo que ministrou o workshop, essas novas segmentações muitas vezes não recebem a devida atenção. “Esses são segmentos de mercado que são muito pouco analisados. Existem inúmeros estudos e estratégias para trabalhar em mercado de luxo, mas sobre Premium e Masstige ainda encontramos pouco material”, afirma.

No workshop, foram analisados os conceitos e os principais aspectos do comportamento desses públicos. Segundo Patrícia, produtos do segmento Premium se caracterizam por uma qualidade superior e pela entrega de uma experiência de personalização, exclusividade ou pertencimento. Já o termo Masstige, se refere ao prestígio atribuído a um produto essencialmente por causa da sua marca. A especialista explica que os consumidores desses produtos são chamados de excursionistas do luxo. “São aqueles que passaram a ter condições de consumo, fazem uma seleção das categorias que consideram importantes e gastam nelas muito mais do que eles gastariam com qualquer outro produto”.

Na opinião de Marina Kobayashi, gerente de inovação da ABIHPEC, esse segmento continua indicando oportunidades no setor de cosméticos. “Nesse contexto, o workshop foi importante ao destacar uma série de aspectos, desde o perfil do consumidor brasileiro e fatores que influenciam a decisão de compra, até o posicionamento das marcas no mercado de luxo”.