Releases


Tributação é o maior desafio da indústria de cuidados pessoais

Publicado em: 28.08.2017

Evento realizado pela ABIHPEC nesta segunda-feira, dia 28, tem manhã de discussões sobre dados e desafios que impactam o setor de HPPC

Representantes, especialistas e autoridades do setor de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos (HPPC) se reuniram na manhã desta segunda feira (28), em São Paulo, para discutir os desafios e tendências deste mercado, um dos mais importantes para a manutenção da saúde e bem-estar do brasileiro, durante seminário promovido pela ABIHPEC – Associação Brasileira das Indústrias de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos.

Ocupando uma posição de destaque no cenário mundial, o mercado brasileiro está entre os cinco maiores na categoria e apresenta impactos socioeconômicos relevantes e com potencial de gerar crescimento, “O setor caminha para o aumento do consumo e seu crescimento é capaz de alavancar a economia, contribuindo de forma significativa para a superação da crise, inclusive do ponto de vista fiscal em que a cada R$1 milhão de reais investidos, uma arrecadação de R$601 mil em tributos é gerada” explica João Carlos Basilio, presidente-executivo da ABIHPEC.

Segundo maior setor em termos de lançamento de produtos, atrás apenas de eletrodomésticos, resultado de investimento em pesquisa e desenvolvimento das indústrias, o setor de HPPC gera hoje cerca de 5,8 milhões de oportunidades de renda e de geração de emprego no país. Quando questionado sobre a essencialidade do setor, Artur Grynbaum, presidente do conselho deliberativo da ABIHPEC e CEO do Grupo Boticário, respondeu “Como chamar de supérfluo um setor que está inserido em 99% dos lares brasileiros e presente na rotina diária dos consumidores? “.

Apesar de ter produtividade elevada e competitividade instaurada, o mercado apresenta alguns desafios como a necessidade latente da revisão da carga tributária, tema abordado durante o primeiro painel do seminário, que teve a participação de Luis Carlos Hauly, Deputado Federal e Relator da Comissão Especial da Reforma Tributária, a diretora de regulação econômica da LCA Consultores, Claudia Viegas.

O seminário continua e terá mais um painel que contará com a participação do diretor presidente da MC15 Consultoria, Nelson Marangoni, profissional que esteve à frente do instituto IBOPE por mais de 10 anos, e a executiva de marketing LATAM da WGSN, Nina Giglio, além de João Tavares Neto, da ANVISA, e Cleber Barros, especialista em Cosmetologia.

Clique aqui e confira como foi o segundo painel.

Clique aqui para conferir a galeria de fotos.